Skip links

Apresentação

A Escola Profissional de Paços de Brandão (EPPB) tem um papel crucial na formação e inserção dos alunos na sociedade atual, na medida em que as exigências, quer das empresas quer do meio envolvente são cada vez mais e maiores. Por isso, a introdução do ensino profissional em Paços de Brandão tem sido um desafio que dura há mais de 30 anos e continuará a sê-lo não só para a sua entidade proprietária, FEDESPAB – Associação de Ensino e Desenvolvimento de Paços de Brandão, mas também para todo o corpo docente, discente e colaboradores.

Ao longo dos anos, a EPPB afirmou-se no meio local e no concelho de Santa Maria da Feira, uma vez que tem dado resposta aos anseios/desejos dos formandos que querem conciliar uma formação teórico-prática para se integrarem, posteriormente, no mundo do trabalho. É de salientar que a EPPB tem respondido ao desejo de “formação contínua” de jovens que aqui puderam concluir o curso ou adquirir/certificar as competências.

História

A EPPB foi criada em 1989, sendo a primeira Escola Profissional do distrito de Aveiro.

Iniciou a sua atividade com 47 alunos, em regime pós-laboral, com duas turmas do Curso Técnico de Secretariado, em instalações da Junta de Freguesia de Paços de Brandão, ministrando cursos de nível II, da União Europeia.

Ao longo dos anos foram lecionados vários cursos desde Técnico de Gestão, Técnico de Serviços Jurídicos, Técnico de Higiene e Segurança e ainda o Curso de Especialização Tecnológica – Aplicações Informáticas de Gestão, de nível IV.

Com a publicação da portaria 782/2009, de 23 de julho, é oficialmente reconhecido aos cursos profissionais o grau de nível IV dentro do quadro de referenciação europeu. É conferido com equivalência ao 12º ano e acesso ao ensino superior.

Mais recentemente na sua história, a EPPB passou a incluir na sua oferta formativa os cursos de Técnico/a de Receção, Técnico/a de Vendas e Técnico/a de Comunicação, Marketing, Relações Públicas e Publicidade.

 

Visão, Missão e Valores

Visão:

“Ser uma escola de referência no panorama regional”

A EPPB será uma referência para a região onde se encontra inserida, pela qualidade da formação prestada, pela qualidade de todos os seus docentes e colaboradores, assim como pela promoção de valores

Missão:

A nossa missão passa pela formação de jovens, permitindo-nos capacitá-los com as ferramentas e com o conhecimento necessários para encararem o mundo do trabalho.

Valores:

Todos os membros da comunidade educativa cultivam as suas relações em torno de três domínios de valores, que se constituem como pilares da formação dos alunos da EPPB e da convivência no selo da comunidade:

Autonomia – Aplicação de procedimentos e ferramentas para a autodeterminação e para a construção da própria liberdade. 

Liberdade, Responsabilidade, Honestidade, Perseverança

Respeito – Baseia-se numa abertura à alteridade, a qual implica não só uma compreensão e um reconhecimento da diversidade, mas também uma disposição ativa para a não discriminação.

Verdade, Tolerância, Solidariedade, Participação

 Liderança – Capacidade de ação inovadora e exemplar no meio. Habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente, visando atingir os objetivos identificados como sendo para o bem comum.

Excelência, Pro-atividade, Compromisso

Equipa

Direção

FEDESPAB – Direção Geral

Dra. Carla Coelho – Diretora Pedagógica

Dr. Pinto de Sá – Diretor Administrativo-Financeiro

Dra. Goreti Sousa – Assessora da Direção

Corpo Docente

Dr. Alcides Marques – Economia

Dra. Aurora Morais – Área de Integração | Comp. Técnica (Direito)

Dr. Bruno Pinto – T.I.C.

Dra. Cristina Soares – Matemática

Dra. Diana Barros – Comp. Técnica (Administrativo)

Dra. Diana Mota – Comp. Técnica (Ação Educativa)

Dra. Elisabete Silva – Comp. Técnica (Informática / Multimédia)

Dr. Filipe Dias – Comp. Técnica (Ação Educativa)

Dr. Henrique Tavares – Comp. Técnica (Marketing)

Dra. Isabel Costa – Psicologia e Sociologia

Dr. Jean Louis Silva – Comp. Técnica (Marketing)

Dra. Joana Reis – Matemática

Dr. Luís Ribeiro – Comp. Técnica (Contabilidade e Administração)

Dra. Mafalda Teixeira – Inglês

Dra. Natália Santos – Comp. Técnica (Gestão)

Dra. Paula Almeida – Inglês

Dr. Paulo Gomes – Ed. Física

Dr. Rui Sousa – Comp. Técnica (Ação Educativa)

Dra. Sónia Pereira – Português e Francês

Dra. Susana Sousa – Português e Francês

Dr. Tiago Pereira – Comp. Técnica (Hotelaria e Turismo)

Dr. Xavier Coutinho – Comp. Técnica (Hotelaria e Turismo)

Serviços e Gabinetes

Ofélia Belinha – Serviços Administrativos

Cláudia Sousa – Serviços Administrativos

Dra. Carla Oliveira – Gabinete de Inserção Profissional

Dra. Andreia Cabral – Serviço de Psicologia e Orientação

Dra. Isabel Alves – Gabinete de Imagem e Comunicação

Outros

Manuela Sousa – Serviços Operacionais | Limpeza

Paulo Castro – Serviços Operacionais | Contínuo

Paulo Oliveira – Serviços Operacionais | Contínuo

Amélia Nogueira – Serviços Operacionais | Bar

Bruna Daniela – Serviços Operacionais | Bar

Programa Erasmus+

Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, em colaboração com várias escolas do concelho propôs-se realizar o projeto “Erasmus+ Oportunidades Formativas: Feira+Europeia”.

Este projeto tem como finalidades:

– Contribuir para a qualidade do projeto educativo e crescimento da região através do investimento na Dimensão Europeia.

– Contribuir para aumentar o sucesso escolar e o grau de empregabilidade dos jovens.

– Promover, através da realização de um estágio curricular no estrangeiro o alargamento dos horizontes culturais, sociais, linguísticos e profissionais dos jovens

O projeto prevê, para a nossa escola que os alunos possam realizar trinta dias de formação prática em contexto de trabalho num país estrangeiro.

Para além disso, o projeto prevê que vários professores possam participar em atividades de Job Shadowing.

Programa Eco-Escolas

O Eco-Escolas é um programa da responsabilidade da Associação Bandeira Azul da Europa, no âmbito da Educação Ambiental e da Educação para o Desenvolvimento Sustentável que tem como principais objetivos:

  • Encorajar para a realização de ações de cariz ambiental;
  • Estimular a participação dos jovens em atividades ambientais;
  • Motivar para a adoção de comportamentos sustentáveis;
  • Dar a conhecer boas práticas ambientais;
  • Contribuir para a consciencialização ambiental da comunidade.

A EPPB aderiu a este programa há já alguns anos, na tentativa de estruturar as várias atividades de Educação Ambiental que iam sendo desenvolvidas de forma desarticulada. Desde então, tem vindo a ser reconhecida pela qualidade das atividades pedagógicas que tem desenvolvido na área da Educação Ambiental e pela forma como tem implementado uma Gestão Ambiental da Escola orientada para a sustentabilidade, em especial em termos de poupança de água e de energia, de gestão de resíduos e de estabelecimento de parcerias com organizações que intervêm na área ambiental.

Parcerias

São inúmeras e diversificadas as parcerias e protocolos com todos os agentes que direta ou indiretamente concorrem para a futura empregabilidade dos nossos formandos.

Nacionais:

  • Câmara de Santa Maria da Feira (ERASMUS+)
  • IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional (através do GIP – Gabinete de Inserção Profissional)
  • AEP – Associação Empresarial de Portugal
  • AEF – Associação Empresarial de Santa Maria da Feira
  • ADRITEM – Associação de Desenvolvimento Rural Integrado das Terras de Santa Maria
  • ADCE – Associação de Desenvolvimento do Concelho de Espinho
  • IPP – Instituto Politécnico do Porto (nomeadamente, com as suas Escolas, como o ISCAP – Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto)
  • ISPAB – Instituto Superior de Paços de Brandão
  • Associação Fórum Turismo
  • Cincork – Centro de Formação Profissional da Indústria da Cortiça
  • Centro Qualifica da D. Sancho Ensino
  • Escola Profissional do Infante
  • CiRAC – Círculo de Recreio, Arte e Cultura de Paços de Brandão
  • ENGLISHNOW Escola de Línguas (Lencaster College)
  • Junior Achievement Portugal, Aprender e Empreender – Associação dos Jovens Empreendedores de Portugal
  • Viveraprender – Escola de Negócios e Administração
  • DAO – Associação Cultural e Desportiva

Internacionais:

  • Câmara Municipal de Santa Cruz (Cabo Verde)
  • Associação Maense em Portugal (Cabo Verde)
  • Associação de Defesa do Ambiente e Desenvolvimento Rural (São Tomé e Príncipe)
  • Associação Canablado (São Tomé e Príncipe)

Entidades de Estágio:

  • CHEDV – Centro Hospitalar entre Douro e Vouga
  • Mestre da Cor
  • Hotel Solverde
  • SCAPE – Marketing & Design, Lda
  • SET – Sociedade de Turismo de Espinho
  • Hotel IBIS
  • Fábrica de Papel e Cartão da Zarrinha
  • 4 Linhas
  • Liga dos Amigos do Hospital São Sebastião
  • La Fontaine Empreendimentos Hoteleiros
  • Florgrade Unipessoal Lda
  • Os Vinte, Lda.
  • Tipografia J.O.L. Impressão
  • ZIPPY – Comércio e Distribuição, S.A.
  • Hotel dos Loios
  • Fundação INATEL
  • Clínica da Boa Hora
  • Hotel Pedra Bela
  • Lusotufo
  • Centro Veterinário Estrela de Paços de Brandão
  • Clínica Dentária Eva Coimbra
  • Centro Social de Lourosa
  • Centro Social de Paços de Brandão
  • Santa Casa da Misericórdia de Espinho
  • Junta de Freguesia de Rio Meão
  • Junta de Freguesia de Lourosa
  • INDAQUA Feira – Indústria de Águas de Santa Maria da Feira
  • Hotel do Caramulo

GIP – Gabinete de Inserção Profissional

O GIP – Gabinete de Inserção Profissional tem por objetivo apoiar jovens e adultos desempregados na definição ou desenvolvimento do seu percurso de inserção ou reinserção no mercado de trabalho, em estreita cooperação com os Centros de Emprego do IEFP.

São ainda objetivos do GIP apoiar e ajudar jovens e adultos desempregados na procura do primeiro emprego, fornecer informação profissional, apoiar na procura ativa de emprego, divulgar programas e ofertas de qualificação e captar novas ofertas de emprego junto das entidades locais.

Responsável: Dra. Carla Oliveira

Horário: Terças e Sextas, das 09h30 às 12h00 e Quintas, das 14h00 às 16h30

Projetos Apoiados pelo Fundo Social Europeu (FSE)

  • ENTIDADE PROMOTORA | FEDESPAB – Associação de Ensino e Desenvolvimento de Paços de Brandão | Escola Profissional de Paços de Brandão
    DESIGNAÇÃO DO PROJETO | 1.6 – Cursos Profissionais
    OBJETIVO PRINCIPAL | Aumentar o número de jovens diplomados em modalidades de ensino e formação

 

  • ENTIDADE PROMOTORA | FEDESPAB – Associação de Ensino e Desenvolvimento de Paços de Brandão | Escola Profissional de Paços de Brandão
    DESIGNAÇÃO DO PROJETO | 1.3 – Cursos de Educação e Formação (CEF)
    OBJETIVO PRINCIPAL | Aumentar o sucesso escolar e reduzir o abandono